Pesquisa da TeleHelp aponta lugares mais perigosos da casa para os idosos

A TeleHelp, empresa de teleassistência, realizou uma pesquisa inédita que revelou os lugares mais perigosos dentro de casa para os idosos e o levantamento exclusivo derrubou o mito de que o banheiro é o lugar com maior índice de quedas. O estudo foi desenvolvido com base em mais de 600 ocorrências de quedas atendidas entre janeiro a setembro de 2019.

“As quedas são uma grande preocupação dessa parcela da população, pois se tornam mais comuns devido ao enfraquecimento muscular e perda de equilíbrio, além da possibilidade de causarem danos mais sérios como fraturas e perda de mobilidade”, explica Bruno Mouco, CEO da TeleHelp.

De acordo com dados da equipe de geriatria do Hospital Sírio-Libanês, cerca de 30% das pessoas acima de 65 anos caem ao menos uma vez durante o ano. O número pode chegar a 50% quando se trata de pessoas com mais de 80 anos.

O estudo revelou que o dormitório é o cômodo com a maior incidência de quedas, com 34% dos casos, seguido pela sala, com 16% e só então o banheiro, que aparece com 12% dos episódios.

“Quartos e salas podem ser mais perigosos pois, geralmente, possuem tapetes escorregadios, objetos que impedem a circulação e móveis que demandam muito esforço da pessoa para acomodar-se ou se levantar”, conta o CEO.

Ambientes como a cozinha (9%), corredor (3%) e áreas externas (3%) também estão presentes no levantamento. O levantamento mostra ainda que os horários de maior incidência das quedas são às 11h e às 19h.