SESI-SP lança serviço de monitoramento de doenças crônicas na indústria

O SESI-SP apresenta uma plataforma completa para monitorar doenças crônicas, além de apoiar o controle de casos de infecção por Covid-19 por meio do teleatendimento e da telemedicina. O serviço tem capacidade para realizar até 2.000 consultas por dia, dá acesso 24 horas à plataforma e apresenta taxa de resolução de mais de 95% dos casos – apenas 3% dos pacientes foram encaminhados a especialistas e 1% dos atendimentos resultou em internações hospitalares.

Com o novo produto, é possível monitorar indicadores de saúde para doenças crônicas não transmissíveis, como hipertensão, diabetes, doenças cardíacas e doenças pulmonares, para minimizar a progressão dos casos e educar os pacientes quanto a sintomas, cuidados e até mesmo o atendimento em rede hospitalar.

A solução do Sesi também preenche os requisitos do novo texto da Norma Regulamentadora nº 7, que institui vigilância em saúde ativa para agravos da saúde relacionados ao trabalho, possibilitando, em tempo real, a identificação, o rastreio e tratamento precoce de possíveis doenças ocupacionais para garantir indicadores que melhorem a tomada de decisão dos Gestores em Saúde Ocupacional.

O serviço de telemedicina e teleatendimento do SESI-SP vai monitorar indicadores de saúde, avaliar a necessidade de uma consulta médica e especialistas, quando a equipe julgar necessário. Além das principais doenças crônicas, o serviço também permite monitorar e acompanhar casos de Covid-19, inclusive com indicação para a realização de exames, através da emissão de pedido médico e prescrição de medicamentos, conforme necessidade. Para diminuir a circulação do novo coronavírus, o SESI-SP também conta com o serviço adicional de realização de exames RT-PCR em domicílio.

Os colaboradores responderão a um questionário de saúde e, de acordo com os sintomas constatados e as respostas dadas, receberão um plano de cuidado personalizado. Casos considerados críticos serão monitorados pela equipe de enfermagem.

Se necessitar de atendimento médico, os funcionários também poderão contar com o serviço de telemedicina 24 horas por dia, incluindo uma triagem realizada de forma humanizada e ágil, cuja espera média é de apenas cinco minutos. A partir daí, são examinados por um médico, de forma virtual e segura, seguindo o Protocolo de Manchester – que prioriza o atendimento de acordo com a gravidade dos sintomas.