Com IA, Medilab moderniza plataforma de PACS

Conectar, compartilhar e aprimorar os processos de informação são estratégias essenciais para as instituições de saúde. A transformação digital tem ajudado a otimizar o setor que aposta em soluções com fluxos mais inteligentes. Exemplo do MediSystem PACS, solução da Medilab Sistemas criada para potencializar o trabalho de todos os profissionais envolvidos no atendimento.

De acordo com Vincenzo De Roberto, Diretor Executivo de Desenvolvimento da Medilab Sistemas, a plataforma utiliza uma série de recursos, como o laudo guiado, para dar mais agilidade e segurança à utilização. “O uso de portais de resultados, a digitalização de documentos e o trânsito digital das informações aceleram os processos, desde o atendimento primário ao paciente aos recursos de medicina diagnóstica e à entrega final dos resultados de exames, o que gera redução efetiva de custos e melhoria de fluxo”, conta.

Para o executivo, outro aspecto importante é como a sustentabilidade está presente em cada funcionalidade da plataforma. “Falamos de tecnologia paperless, uma tendência inovadora que traz benefícios importantes para instituições de saúde, como integração de dados clínicos e segurança no envio e transmissão de informações. Quando pensamos no desenvolvimento de tecnologia sustentável, falamos igualmente de maior conforto oferecido ao paciente e comunicação entre médicos especialistas”.

A utilização de tecnologias inovadoras também tem otimizado as soluções de Telerradiologia e RIS da empresa, uma vez que antecipam as demandas do setor. Elias Antonio, Diretor Executivo de Atendimento da Medilab, revela que a chave está nos processos integrados. “As nossas soluções conversam, se integram. Temos total domínio das ferramentas construídas porque são pensadas, desenvolvidas e implantadas por nossos especialistas. Toda inteligência no desenvolvimento das soluções está relacionada à característica da Medilab de ouvir e atender as demandas do mercado, dos nossos clientes e diferentes perfis de negócio, incorporando inovações tecnológicas globais de diversos segmentos à área de healthcare.”

Fica claro para os executivos que, com o objetivo de alinhar as necessidades do setor de healthcare ao desenvolvimento de soluções inovadoras, é preciso passar por três pontos: inteligência artificial, tecnologias sustentáveis e um atendimento cada dia mais humanizado. “Em Hospitais Inteligentes, a junção entre serviços e produtos, somados ao uso do big data e data analytics, contribui para a melhoria na tomada de decisões e diagnósticos mais precisos. O principal desafio agora é romper com o ecossistema analógico, em todas as etapas do processo”, diz Vincenzo De Roberto.

Elias Antonio ressalta que o foco de toda a experiência de desenvolvimento em healthcare está voltada ao paciente, ligada também à autonomia dada em sua experiência médica.

Mercado Brasileiro

Diante de tantas inovações, a pergunta é: o setor de saúde brasileiro está preparado para receber e investir em tecnologias digitais? Para De Roberto, o mercado está visivelmente amadurecendo, buscando mesclar tecnologia com a potencialização da qualidade em todos os aspectos, do atendimento à percepção do paciente. “Há duas vertentes quando pensamos em avanços da tecnologia em healthcare: empresas inovadoras que, por vezes, transformam as demandas e metodologias tanto em gestão quanto nos recursos oferecidos para diagnósticos e entregas ao paciente, e também as demandas das instituições de saúde que envolvem regras de negócio, infraestrutura, noção de melhores entregas. Todos os pontos convergem, é claro, para soluções disruptivas que agilizem e valorizem a cada dia a assistência ao paciente”, destaca.

Em outras palavras, estamos em processo de adaptação à nova realidade. “O fato é que gradativamente os computadores ocupam espaços centrais em todos os serviços e, com o IoT (Internet of Things) e Inteligência Artificial (AI), as possibilidades para o futuro são inimagináveis. Além da equipe de funcionários, as instituições de saúde precisam investir em uma infraestrutura de ponta para se tornarem 4.0.”

Mas há desafios. Elias Antonio explica que quando falamos em despesas, por exemplo, são necessárias tecnologias que reduzam o custo de operação e melhorem a relação do médico solicitante e paciente com o prestador final do serviço, visando acelerar a comunicação. “Assim como a importância de promover o desenvolvimento e a implementação de políticas, estratégias e serviços de saúde que capacitem os pacientes no processo, tomada de decisão e gestão de sua condição. Para isso, os recursos tecnológicos precisarão estar adaptados a este novo panorama, entregando ferramentas flexíveis e que facilitem essa nova realidade”.

Elias Antonio, Diretor Executivo de Atendimento da Medilab (à esquerda) e Vincenzo De Roberto, Diretor Executivo de Desenvolvimento (à direita).

É o que a Medilab tem buscado. Com mais de 20 anos de atuação, a empresa vem passando por um processo de crescimento ligado à evolução das tecnologias e reestruturação organizacional. “Ao longo do tempo, aprimoramos conhecimento técnico, otimizamos metodologias de trabalho e, com isso, passamos a atender desde grandes empresas de diagnóstico da América Latina à novas clínicas que estão iniciando um processo de profissionalização. A escalabilidade dos nossos produtos é a chave do crescimento da Medilab”, destaca De Roberto.

Para o Diretor Executivo de Desenvolvimento da Medilab, essa mesma estratégia vem sendo usada no processo de internacionalização, inicialmente com a Colômbia em 2015, e agora atingindo novos mercados da América Latina e países europeus, conta.

Já Elias Antonio ressalta que trabalhar em colaboração tem sido a direção seguida pela Medilab para conquistar bons resultados. A estratégia vai além de gerar negócios. É preciso compartilhar conhecimento. “Nossos clientes pertencem a uma grande comunidade. Nela, encontram o compartilhamento de conhecimento necessário para que possam enxergar o crescimento de suas instituições e um atendimento cada dia melhor ao seu cliente final. Trabalhamos em colaboração, dependemos um do outro para avançarmos, juntos”, conclui.


A Medilab Sistemas foi eleita, em pesquisa realizada pela Medicina S/A, uma das 25 empresas mais inovadoras em Digital Health de 2019.


Reportagem publicada na Revista Medicina S/A, edição 1. Acesse a publicação.