Nova plataforma de educação médica gratuita passa a atuar no setor

A Mediflix Brasil, uma nova plataforma de educação médica, passa a atuar no setor com mais de 15 mil usuários, e em cerca de 60 especialidades da medicina. Com investimentos de 750 mil reais, o canal oferece, gratuitamente, cursos, aulas, palestras e simpósios, com alguns dos maiores especialistas da medicina. Para ter acesso ao conteúdo basta acessar e preencher um cadastro

“Há um aumento considerável de novos médicos, que saem todos os anos das faculdades, que também se multiplicam pelo país. E eles podem ter dificuldade em acessar informação de qualidade no campo médico e científico. Portanto, nosso propósito é ajudá-los”, diz Pedro Lazaretti, diretor de novos negócios e um dos sócios e criadores do Mediflix Brasil.

Segundo Lazaretti, que é formado em marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), com MBA pela IE Business School, de Madri, na Espanha, essa falta de informação pode ocorrer pelo fato de o médico viver distante de um grande polo de ensino, concentrado nas grandes capitais. Ou, ainda, por ele ter restrições financeiras para viajar e participar de cursos, simpósios e congressos nacionais ou internacionais de referência. “Quanto mais democrático for o ensino médico, mais profissionais da categoria bem formados e atualizados existirão no país, produzindo um maior ganho social. Nosso propósito vai na direção dessa ambiciosa meta”, acrescenta o sócio-fundador da plataforma.

Negócio em alta

O fato de o nome do portal remeter à famosa plataforma de entretenimento não é mera casualidade. Assim como a Netflix, o novo canal de informação médica quer ser referência por oferecer cardápio farto. Também não é coincidência a Mediflix Brasil ter sido lançada em março, quando a pandemia do novo coronavírus fez com que as autoridades governamentais e sanitárias pregassem o isolamento social. Como se sabe, uma das finalidades das plataformas de ensino à distância (EAD) é justamente oferecer conhecimento, sem que as pessoas precisem sair de casa ou se reunirem.

Segundo levantamento do Google, o crescimento dos cursos on-line foi de cerca de 130%, no pico da quarentena da pandemia. Uma outra pesquisa, feita pela Fundação Getúlio Vargas, de São Paulo, apontou um crescimento de 400% dos cursos online gratuitos, comparado ao que ocorria nos meses de janeiro e fevereiro, antes de a pandemia impactar a vida dos brasileiros. É provável que o número de adeptos caia com o tempo, mas não ao ponto de voltar ao estágio inicial, já que as pessoas resolveram dar uma oportunidade a esse tipo de ensino e, assim, puderam comprovar a sua eficácia. Ou seja, plataformas EAD são canais de informação e conhecimento que vieram para ficar e tendem a evoluir constantemente.

No caso da Mediflix Brasil, a previsão é ainda mais animadora, pois a plataforma conta com a fidelização de profissionais que não têm muitas opções de especialização por estarem em locais de difícil deslocamento ou em início de carreira. Sem contar aqueles que vêm muitas outras vantagens nas plataformas de ensino à distância.

A flexibilização de horários é uma delas. Uma vez cadastrado na plataforma, o médico tem acesso ao conteúdo dela, no horário que for conveniente. Ou seja, o processo de ensino é adaptável à agenda do aluno. A comodidade é outra vantagem. Basta ter um computador e conexão com a internet. Mais: há economia de tempo e dinheiro, no acesso de um vasto cardápio, que leva à informações atualizadas, de forma padronizada, capaz de atender médicos nos quatro cantos do país. “Queremos ser um braço do médico, ocupando um vácuo que existe entre a vontade ou necessidade dele em aprender mais e o acesso para se chegar à informação de qualidade. Pretendemos melhorar cada vez mais nossa estrutura e conteúdo para expandir a rede de usuários e sermos sempre a melhor referência no segmento”, conclui.