Global Diagnostics Network anuncia dois novos membros

A Global Diagnostics Network (GDN), rede estratégica de laboratórios de diagnóstico que colaboram para melhorar a prestação de cuidados de saúde globais, anunciou o ingresso de dois novos membros. As empresas LSI Medience e Strand Life Sciences juntam-se à Quest e aos fundadores da GDN, Al Borg Medical Laboratories, Dasa, GC Labs, Healius, KingMed Diagnostics e SYNLAB. Coletivamente, esta comunidade mundial de nove empresas líderes de saúde está presente em países com dois terços da população mundial e mais de 90% do mercado farmacêutico mundial.

Para Mark Machulcz, diretor geral da Quest Diagnostics, desde o lançamento em outubro de 2018, a GDN fez grandes progressos no aumento do acesso à inovação de tecnologia de diagnóstico e na construção da maior plataforma de lançamento global para a rápida implantação de diagnósticos complementares. “Estamos ansiosos para continuar acelerando os programas da rede que chegarão a pacientes em todas as partes do mundo”.

“O acesso global a diagnósticos complementares por meio da GDN possibilitará uma entrega de medicina de precisão mais rápida, de melhor qualidade e consistente aos sistemas de saúde e pacientes em todo o mundo”, comentou Jay Wohlgemuth, diretor médico da Quest Diagnostics.

Brasil

No Brasil, o Dasa tem trabalhado em diversas iniciativas com a GDN. Uma delas tem foco no aumento de portfólio de exames oferecidos. “Só no primeiro semestre de 2019 desenvolvemos interface para novos 75 exames, 26 deles totalmente inovadores e, até o final do ano, mais outros 50 novos testes serão incorporados, o que vai representar mais de três mil exames realizados a cada mês no programa da GDN”, afirma Emerson Gasparetto, vice-presidente da área da médica da Dasa.

Além da ampliação do menu que garante acesso as novas tecnologias, participar da GDN permite reduzir em até 60% o prazo de entrega dos exames. “Agilizar os resultados é um dos principais benefícios que a medicina laboratorial pode entregar na assistência à saúde”. A interação com especialistas de renome internacional é outra vantagem competitiva “Nossos treinamentos são reforçados por troca de conhecimento de altíssimo nível com a comunidade científica”, finaliza Gustavo Campana, diretor médico da Dasa.


Mais informações, acesse: www.globaldiagnosticsnetwork.com