Febrasgo anuncia adiamento de exames como medida protetiva ao Covid

Em consonância com recomendações das principais instituições e órgãos de saúde do Brasil e exterior, a Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) decidiu adiar a realização do Concurso para Obtenção do Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia (TEGO) e o Teste de Progresso Individual do Residente (TPI-GO). A iniciativa visa evitar a propagação do novo coronavírus, responsável pela pandemia de Covid-19.

O exame do TEGO objetiva atestar a qualificação e capacidades técnicas do médico para atendimento em ginecologia e obstetrícia. O TPI-GO, por sua vez, tem a finalidade de avaliar o desenvolvimento de residentes em seus treinamentos. Os resultados têm caráter sigiloso e indicam os pontos de excelência e fragilidade do profissional em fase final de formação.

Com a postergação dos processos avaliativos, novos editais dos concursos serão lançados e divulgados, com novas datas e prazos, tão logo as condições de saúde e sanitárias sejam propícias. “O adiamento do exame não terá impacto significativo, do ponto de vista profissional, pois em breve ofereceremos exame em condições que não coloquem em risco a saúde e a vida dos candidatos e de todos os envolvidos”, finaliza a Dra. Roseli Nomura, presidente da Comissão Nacional do Tego da Febrasgo.