FDA autoriza uso de ultrassons Philips em pacientes com Covid

A Philips recebeu autorização da autoridade sanitária dos Estados Unidos (FDA) para comercializar uma ampla gama de equipamentos de ultrassom para o tratamento de complicações pulmonares e cardíacas relacionadas à epidemia de Covid-19. Equipamentos portáteis de ultrassom tornaram-se ferramentas importantes para os médicos que tratam pacientes com Covid-19, devido à sua capacidade de visualização e fácil desinfecção.

Consequentemente à autorização da FDA, a primeira concedida a um fabricante de equipamentos médicos, a Philips pode fornecer um guia com orientações práticas detalhadas para auxiliar os profissionais de saúde que usam seus equipamentos e softwares em pacientes afetados pela Covid.

Os ultrassons demonstraram sua importância no diagnóstico por imagem do tecido pulmonar periférico acometido por pneumonia, manifestação clínica intimamente relacionada às complicações por Covid-19. Como o esforço pulmonar pode levar à disfunção cardíaca, os pacientes com Covid-19 também apresentam maior risco de complicações cardiovasculares. Um exame cardiológico por ultrassom pode ajudar a avaliar os efeitos da progressão da doença sobre a função cardíaca. Ao realizar testes de ultrassom em pacientes com Covid-19 diretamente no local em que estão sendo tratados, por exemplo, em uma emergência ou na UTI, os médicos podem diagnosticar e monitorá-los sem precisar removê-los, o que contribui para reduzir o risco de transmissão do vírus para outros pacientes ou para os próprios profissionais de saúde.

“Muitos centros de saúde nos relataram que nossos ultrassons portáteis estão desempenhando um papel crítico em seus esforços contra a Covid-19”, afirma Bich Le, vice-presidente sênior e gerente geral de Ultrassom da Philips. “Com essa autorização, podemos oferecer uma orientação clara e concisa para garantir o uso seguro e eficaz do ultrassom no diagnóstico e tratamento de complicações pulmonares e cardíacas associadas à Covid-19. Ao mesmo tempo, estamos investindo amplos recursos na expansão da produção em todo o mundo, inclusive em nossas fábricas nos Estados Unidos”, acrescenta Le.

A autorização da FDA abrange os seguintes sistemas de ultrassom Philips: série EPIQ, série Affiniti; Lumify; CX50 e Sparq, bem como soluções específicas, como o software de quantificação avançada QLAB.