Einstein lança exame que detecta presença de anticorpos neutralizantes contra Covid

O Hospital Israelita Albert Einstein lançou um novo teste sorológico capaz de apontar a presença, no sangue, de anticorpos neutralizantes contra o SARS-COV-2, vírus responsável pela Covid-19. Esses anticorpos são fabricados naturalmente pelo organismo como resposta à invasão por um agente infeccioso – no caso do exame, o novo coronavírus. São eles que potencialmente impedem a ligação do vírus às células, podendo evitar a entrada do micro-organismo e, consequentemente, sua replicação dentro do corpo. Por isso, são chamados de anticorpos de inibição viral. O exame, já disponibilizado pelo Einstein, é o primeiro do Brasil com essa característica.

O teste aponta se houve resposta imunológica do corpo ao novo coronavírus, servindo como um indicativo da capacidade de fabricar anticorpos potencialmente neutralizantes. Batizado de Teste de Neutralização SARS-COV-2 Anticorpos Totais, ele é indicado a pessoas que têm dúvidas sobre se foram contaminadas e não conseguiram se submeter ao teste diagnóstico, o RT-PCR na época da provável infecção. O novo teste não serve como diagnóstico de doença, uma vez que não registra a presença do vírus, como o faz o RT-PCR. O teste também revela a qualidade da resposta de defesa contra o Sars-Cov-2 apenas no momento de sua realização. Seu resultado não permite afirmar por quanto tempo a imunidade – caso tenha sido gerada – permanecerá ativa.

A recomendação é que a coleta seja feita 21 dias depois do surgimento do quadro clínico inicial e os resultados ficam prontos após cinco dias.

Eles são assim classificados:

• Resultados não reagentes (negativos), inferiores a 20%, indicam ausência de anticorpos neutralizantes. Resultados negativos não excluem o contato com o vírus; é descrita variabilidade no tempo de resposta imunológica para produção dos anticorpos entre os indivíduos na Covid-19.

• Resultados indeterminados, entre 20% a 30%, estão no limite entre positivos e negativos. Nesses casos, não pode ser descartado contato prévio com o vírus. Devem ser interpretados com cautela, em conjunto com dados epidemiológicos, clínicos e preferencialmente com outros resultados laboratoriais, como RT-PCR para SARS-CoV-2 e exames de imagem.

• Resultados reagentes (positivos), superiores ou iguais a 30%, indicam presença de anticorpos neutralizantes para SARS-CoV-2.

É importante ressaltar que estes resultados, assim como outros testes sorológicos para Covid-19, não devem ser interpretados como uma indicação de certeza de imunidade parcial ou absoluta ao vírus. Este ainda é um tópico em estudo, assim como os níveis e tempo de permanência da proteção. Não são indicativos de interrupção de medidas de proteção, como o distanciamento social, uso de máscaras ou retorno ao convívio social.