Startup oferece curso gratuito para otimizar o uso de insumos do “kit intubação”

O Brasil vive o pior momento da pandemia e os números de novos casos, internamentos e mortes pela Covid-19 comprovam isso. Neste contexto, os médicos e equipes de saúde se desdobram para atender nos hospitais, principalmente os pacientes que precisam de medicamentos de sedação antes de iniciar a ventilação mecânica. O aumento do uso dessas medicações e a necessidade de manutenção dos estoques faz com que a atuação dos profissionais de saúde seja ainda mais decisiva. É pensando nisso que a Sanar, startup especializada em soluções de saúde, lançou um curso para apoiar médicos e demais profissionais da saúde neste momento, com orientações práticas essenciais, passadas por quem está na linha de frente e tem contribuído para salvar vidas.

O crescimento do número de UTIs no Brasil durante a pandemia foi intenso, com a criação de aproximadamente 25 mil novos leitos, gerando uma necessidade de aumento das equipes nestes ambientes, incluindo profissionais de saúde que não viviam esta rotina antes da pandemia. O curso “Uso racional de sedação, analgesia e BNM em pacientes com COVID-19” entrega conteúdo técnico e prático para os profissionais que estão vivendo esta realidade, com carga horária de 3h. Liderado pelo médico pneumologista Felipe Marques, especialista em Terapia Intensiva pela Faculdade de Medicina da USP, o curso conta ainda com uma equipe multidisciplinar, envolvendo médicos e fisioterapeuta especialistas em anestesia e emergência. “São cerca de 7 mil médicos intensivistas no Brasil e, com os novos leitos, a demanda real durante a pandemia seria de 26 mil profissionais”, destaca o pneumologista, que também é professor da Sanar, startup que lidera a iniciativa.

O treinamento tem como objetivos estimular o uso racional dos medicamentos, através de boas práticas baseadas em evidências científicas, bem como reduzir o risco de falta de sedação adequada para pacientes da forma grave da Covid-19. “Essa foi a forma que encontramos para apoiar nossos colegas médicos e demais profissionais de saúde. Um conteúdo assertivo e voltado para casos práticos; nossa ideia é contribuir com quem pode salvar vidas, já que cada vida é muito importante”, analisa Marques. Podem se inscrever no curso médicos, enfermeiros, fisioterapêutas, estudantes e todos que estão envolvidos de alguma forma no ambiente das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). As inscrições devem ser feitas no site, com o preenchimento do formulário. O aluno receberá o link e dados para acesso às aulas por e-mail.

Dentro do modelo de atuação da Sanar e das condições impostas pela pandemia, o curso é online e tem um formato de três aulas (1h). “O conteúdo é baseado na resolução de casos clínicos com perguntas e respostas, trazendo informações rápidas e decisivas para melhor uso dos medicamentos, que estão em falta em diversos lugares do Brasil”, resume Felipe Marques.

Sobre o curso
Inscrições Gratuita pelo site https://url.gratis/HkGiS
Carga horária: 3h, três aulas de 60 minutos
Conteúdo: Reconhecimento da insuficiência respiratória e drogas utilizadas na intubação orotraqueal; Uso racional de sedação, analgesia e BNM em pacientes intubados; Desmame adequado de sedação, analgesia e BNM.
Especialistas:
– Felipe Marques da Costa, médico pneumologista e moderador do curso
– Heleno de Paiva Oliveira, médico anestesiologista
– José Victor Gomes Costa, médico intensivista
– Juliana Ribeiro de Sousa, fisioterapeuta especialista em emergência