37% dos médicos publicam conteúdo em redes sociais

Rafael Zenorini, CEO da Refinaria de Dados

Cerca de 37% dos médicos brasileiros publicam conteúdo em redes sociais. O dado integra uma pesquisa desenvolvida pela Refinaria de Dados, startup com expertise em análises de público-alvo, que buscou compreender melhor o comportamento digital desses profissionais e reuniu 56.600 pesquisados. Com aproximadamente 500 mil médicos atuantes no Brasil, a amostra equivale a 12% dessa base.

Para Rafael Zenorini, CEO da Refinaria de Dados, é fundamental conhecer esse público de perto. “Os médicos conectados constituem um público com atividade digital intensa. Compreender como eles se relacionam com ferramentas digitais é essencial para a indústria da saúde definir suas estratégias comunicação e de negócio”.

Os períodos de atividade digital mais intensa acontecem das 3h às 7h, 9h às 12h, 14h às 16h e 22h à 1h. O estudo desenvolveu também rankings de preferência de aplicativos, liderado pelo Evernote (26%), e de canais digitais mais acessados, com destaque para o Portal Drauzio Varella, que ficou com 57% da preferência.

O levantamento analisou perfis de médicos das regiões Sudeste, Sul e Nordeste, com especialização em diferentes áreas da Medicina, incluindo clínica geral, cirurgia geral, ortopedia, pediatria, oftalmologia e anestesiologia. Considerando o total de usuários pesquisados, 61% são homens e 39% mulheres, sendo que a maioria reside no Estado de São Paulo (32%).