Bayer vai acelerar startup que usa IA para coletar dados clínicos

A Bayer lançou, em junho desse ano, o desafio Diagnóstico Inteligente, com o objetivo de identificar startups que apresentam soluções inovadoras e tecnológicas para aprimorar processos de diagnóstico – a iniciativa faz parte da 5ª edição do programa Startups Connected, da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK São Paulo). Entre diversas startups inscritas, a escolhida foi a Mindify, que utiliza a Inteligência Artificial (IA) para simplificar o processo de coleta de dados clínicos durante as consultas, validá-los e até sugerir hipóteses diagnósticas, ajudando o médico, dando mais tempo aos pacientes e otimizando os atendimentos nas redes privada e pública de saúde. A IA evidencia os dados mais relevantes, adapta as telas de acordo com a especialidade do médico e os sintomas do paciente e até sugere condutas.

“Na Bayer, acreditamos no potencial que a inovação e a transformação digital têm para solucionar problemas e facilitar o dia a dia de médicos, pacientes e da indústria como um todo. A tecnologia desenvolvida pela Mindify traz algo muito importante para nós: ela beneficia, ao mesmo tempo, todos esses públicos, além de otimizar o funcionamento das redes privada e pública de saúde. Esse era um critério muito importante na hora de escolhermos a startup que vamos acelerar ao longo dos próximos três meses, para que desenvolvam um projeto-piloto conosco”, explica Mirella Damaso Vieira, gerente de Inovação da divisão Pharmaceuticals da Bayer.

A startup também terá acesso ao LifeHub SP – um espaço de inovação e co-criação da farmacêutica, em São Paulo. A empresa vai oferecer, ainda, mentoria com especialistas, conexão com outros hubs de inovação, endereçamento da solução para a Bayer global, conexão com sua rede de stakeholders e ambiente para piloto e testes. E, como o desafio Diagnóstico Inteligente faz parte do Startups Connected, a Mindify vai poder participar de workshops exclusivos, terá assessoria em áreas diversas, suporte para internacionalização e ajuda de custo para desenvolvimento do projeto-piloto, além da oportunidade de realizar um pitch no 8º Congresso Brasil-Alemanha de Inovação, que será online, nos dias 24 e 25 de setembro.

“Nesse ano, recebemos cerca de 200 inscrições de startups com as mais diversas soluções para sete desafios de empresas alemãs estabelecidas. Isso mostra o crescente reconhecimento que a gente vem conquistando com o programa desde seu lançamento em 2015. A ideia é continuar suprindo as necessidades de nossas empresas associadas e aumentar ainda mais esse número ao longo dos anos”, afirma Bruno Vath Zarpellon, Diretor de Inovação e Tecnologia da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo.