A.C.Camargo oferece radioterapia inédita na América Latina

O A.C.Camargo Cancer Center passa a oferecer a Radioterapia Lattice, um tratamento inovador, oferecido com exclusividade na América Latina. Com uma resposta clínica melhor, a nova terapia consiste na aplicação de uma dose mais alta e adicional de radiação que reforça a já oferecida pela radioterapia convencional.

Segundo o Dr. Antonio Cassio Assis Pellizzon, head da Radioterapia do A.C.Camargo Cancer Center, por meio dessa opção de tratamento, ao fazer o planejamento de um paciente com Radioterapia com Modulação da Intensidade do Feixe, IMRT da sigla em inglês, que é um sistema extremamente preciso, faz-se também um outro plano com dose mais alta e adicional.

“Com essa técnica é possível realizar o planejamento de diversos ‘pequenos volumes’ no interior do tumor para delimitar as áreas onde serão aplicadas as doses mais altas de radiação, enquanto as outras partes receberão a dose convencional indicada. Lattice vem do inglês e significa ‘grade’ ou ‘treliça’. O tratamento tem esse nome porque o planejamento destes pontos forma uma imagem parecida à de uma grade”, explica o médico.

Ainda de acordo com o Dr. Cássio, o principal benefício oferecido pela Radioterapia Lattice é a ativação do sistema imunológico para combater o tumor. “Ao aplicar altas doses de radiação nos pontos criados, ocorre uma mudança no microambiente do tumor, que leva células do sistema imunológico a atacá-lo, inclusive nas zonas tumorais que receberam doses menores. Com o sistema de defesa ‘ativado’ contra o tumor, metástases ou células cancerígenas que estão circulando no sangue também podem ser atacadas pelo efeito imune produzido pelo lattice”, diz.

Mesmo com altas doses de radiação, o paciente submetido à Radioterapia Lattice não sofre efeitos colaterais diferentes dos já apresentados no tratamento convencional. “Não podemos aplicar uma dose alta de radiação no volume total de um tumor para não exceder o limite recomendado para cada órgão. Mas, ao criar os pontos específicos, não há aumento da toxicidade, os efeitos colaterais são os mesmos e um paciente que, até então, estava em tratamento paliativo pode até passar para o estágio de um paciente em tratamento curativo. Os ensaios clínicos em fase inicial mostraram sucesso notável, com algumas taxas de resposta maiores que 90% e toxicidade mínima”, completa o Dr. Cassio.

A Radioterapia Lattice está disponível no A.C.Camargo Cancer Center. Porém, ainda não consta no rol de procedimentos com cobertura pelos planos de saúde. Seu diferencial está na capacitação de profissionais experientes em radioterapia. Para introduzir a nova terapia na instituição, o médico participou de treinamento no Innovative Cancer Institute, em Miami (EUA). “Não há conhecimento de outro centro utilizando a técnica na América Latina. É uma inovação que trouxemos para nossos pacientes, principalmente para aqueles em tratamento paliativo e que não responderam às formas convencionais de tratamento. Esses são os melhores ‘candidatos’ à Radioterapia Lattice”, finaliza.