Hospital Samaritano recebe certificação internacional

O Hospital Samaritano Paulista recebeu neste mês de novembro um reconhecimento internacional por seu Centro de Dor Torácica. A unidade conquista a primeira acreditação do Brasil e da América Latina como Chest Pain Center pela American College of Cardiology, renomada associação médica sem fins lucrativos, com sede em Washington, responsável por credenciais e qualificações relacionadas a especialidades cardiovasculares.

“Este é o resultado de um trabalho focado em qualidade e excelência na alta complexidade, que contou com o conhecimento e o compromisso de muitos profissionais em uma linha de cuidado voltada para o paciente que garante segurança, atendimento, corpo clínico experiente e tecnologia de ponta”, diz Valter Furlan, diretor do Samaritano Paulista.

Em seu reconhecimento, a associação agradece o compromisso contínuo do hospital em reduzir a morbidade e mortalidade por doenças cardiovasculares. Neste processo de certificação, foi observado o histórico e bons resultados da unidade, assim como os atendimentos ao longo do período de um ano. O Samaritano Paulista atendeu cerca de 80 pacientes por mês em seu Centro de Dor Torácica, sendo 35% deles em diagnósticos de Infarto Agudo do Miocárdio. “Este certificado endossa os critérios que adotamos como um centro de excelência internacional, de uma das sociedades mais reconhecidas em cardiologia do mundo. Desde 2012 fomos pioneiros no TotalCor como primeiro centro internacional a participar dos registros americanos com os critérios de qualidade máxima, e agora, em 2020, novamente pioneiros com o reconhecimento com a acreditação em cardiologia”, diz Pedro Barros, cardiologista e responsável pelo projeto no hospital.

Vale lembrar que a dor no tórax, falta de ar, sensação de desmaio são alguns sintomas que podem indicar infarto agudo do miocárdio. A maioria desses pacientes terão o diagnóstico de condições benignas como ansiedade ou dor muscular. Entretanto, o rápido reconhecimento é essencial para o diagnóstico assertivo e o tratamento apropriado pois quanto antes definido o quadro do paciente, melhores os resultados do tratamento do infarto. Por isso a importância de uma unidade de excelência e especialistas qualificados para estes atendimentos.