Elsevier

Mais informação para a decisão diagnóstica

Com soluções de apoio à decisão clínica, Elsevier auxilia equipes clínicas, acadêmicos e pesquisadores para obter melhores resultados na saúde.

A pandemia global tornou ainda mais complexo avaliar dados para a tomada de decisão clí­nica. Com novos conhecimentos surgindo a todo momento, a missão de disponibilizar informa­ções seguras, baseadas em evidências e atualizadas rapidamente ficou ainda mais árdua. Pensando no desafio enfrentado por médicos e outros profissionais de saúde, a Elsevier, líder global em publicação de pesquisas e informações analíticas, tem trabalhado para que esses profissionais possam tomar decisões com base em dados atuais, confiáveis e embarcados em tecnologia.

Para Claudia Toledo, General Manager da Elsevier Clinical Solutions no Brasil, 2020 demandou agili­dade para colaborar na batalha contra a Covid-19.

“Investimos em organizar e facilitar o acesso gratuito das comunidades clínicas, científicas e acadêmicas às informações que poderiam ajudar a enfrentar as diversas dúvidas que surgiram com a evolução da pandemia. Foram muitos investimentos, alinhados com a nossa missão de ajudar pesquisadores e profissio­nais de saúde a avançar na ciência e melhorar os resultados de saúde para o benefício da sociedade”.

Entre as iniciativas, a executiva menciona a criação de sites especializados com infor­mações gratuitas para apoiar equipes clínicas (Healthcare Hub), acadêmicos (Health Educa­tion Faculty Hub) e pesquisadores (Research Hub). A adesão às soluções foi expressiva: só o Healthcare Hub recebeu desde julho cerca de 150 mil acessos. Dos 125 países que contam com a solução, o Brasil é o segundo em número de visitação.

A empresa também tem expandido parce­rias com empresas de sistemas. “Trouxemos os protocolos (Order Sets) e planos de tratamento (Care Planning) de Covid em português para dentro dos maiores prontuários do Brasil – Soul MV, Philips Tasy e Pixeon Smart – disponibili­zando gratuitamente para todos os clientes os checklists que guiam rapidamente os profis­sionais estafados e sob pressão”, conta.

Decisão Diagnóstica

Uma das principais iniciativas da Elsevier foi o lançamento do ClinicalKey Now, o mais rápido e fácil suporte para tratamento e de­cisão diagnóstica do mundo. A solução traz as doenças mais prevalentes do Brasil, em português. A iniciativa é fruto de uma cooperação entre Brasil, Alemanha e França.

Claudia Toledo conta que o pro­duto parte de algoritmos que le­vam a visões rápidas, depois a revisões clínicas, tratamentos recomendados, diagnósticos diferenciais, calculadoras clí­nicas e interações medicamen­tosas, além de diretrizes. “Esse novo produto foi desenhado em parceria com médicos de todo o Brasil. Foram quase mil profis­sionais trabalhando conosco na construção do produto em todo o mundo, que abrange o que era realmente relevante para eles à beira do leito. Isso porque 60% das respostas que os médicos têm na hora do atendimento não são respondidas por falta de tempo ou informação. E eles precisam de apoio dos hospitais para en­contrar diagnósticos diferenciais e o tratamento mais adequado para o paciente”, ressalta.

Para ela, só é possível oferecer uma melhor experiência para o paciente se houver apoio comple­to para toda a jornada da saúde – prevenção, diagnóstico, tratamento e cuidados domiciliares. “Somos a única empresa de saúde baseada em evidências que está trazendo informação e tecnologia em português para cada uma dessas fases da jornada”, complementa.

Para a prevenção, a Elsevier conta com um sistema de triagem on­-line que direciona o paciente para o serviço de saúde mais adequado para a potencial condição que ele enfrenta, ao mesmo tempo em que o educa a cada passo da triagem (Patient Engagement), para que ele possa entender o que está acontecendo.

“O ClinicalKey Now apoia os médicos com os algoritmos rápidos e eficientes para ajudar rapidamente a encontrarem diagnósticos diferenciais e tratamentos adequados para os sinais e sintomas do paciente, uma vez que o conhecimento clínico cresce a cada 73 dias e não é possível lembrar de tudo em uma consulta de 15 minutos. Médicos precisam de apoio”, diz Claudia Toledo.

No tratamento, a empresa fornece o Order Sets com o protocolo correto para o diagnóstico potencial, integrado no prontuário, que permite que o profissional de saúde clique sobre uma lista de todas as prescrições consideradas para o CID e comande o disparo para todo o sistema de saúde, garan­tindo um cuidado padronizado e seguro para o médico e paciente. A solução também facilita o uso do prontuário, pois não há necessidade de digitar textos.

As equipes multidisciplinares também são atendidas com o Care Planning, planos tera­pêuticos únicos que colocam todos em volta de um mesmo plano, o do paciente, também em formato de checklists que facilitam o trabalho das equipes e reduzem os erros de comu­nicação ou esquecimento.

“Por fim, trazemos uma solução parceira para telessaúde (BiDiApp, da Spectator), que permite que o paciente e familiares possam acom­panhar os cuidados em casa e facilita a comunicação remota com o hospital para teleconsulta, telediagnóstico e telemonitoramento, especialmente importantes neste contexto de Covid e para pacien­tes crônicos, pós-cirúrgicos e idosos, sempre acompanhados das informações de educação do paciente para garantir a informação e a educação corretas sobre o que fazer e quando fazer”, conta.

Tendências

Entre as principais tendências, Claudia Toledo aposta no avanço dos algoritmos para triagem, na expansão da telessaúde, com melhores e mais com­pletas tecnologias para teleconsulta, telediagnóstico e telemonitoramento, além da interoperabilidade que permita o tráfego dos dados entre sistemas e o registro da história clínica do paciente.

A empresa prevê também o lançamento de novos produtos para áreas críticas, como a Oncologia. “Estamos trazendo o Clinical Path, que já é uma referência nos EUA e que indica o melhor tratamento para o paciente com câncer baseado na melhor efi­ciência, menor toxidade e melhor custo. E o Patient Pass – uma solução que dá aos médicos e pacientes acesso rápido e fácil a informações confiáveis que são relevantes para seus casos. Com essa plata­forma intuitiva, os pacientes recebem educação personalizada com base em suas preferências, ge­rando envolvimento em cada etapa de sua jornada de saúde”, revela.

Entre as principais metas, a Elsevier pretende se consolidar no país como referência para a tomada de decisões dos médicos na beira do leito, apoio na preparação dos estudantes de medicina e também na sua transição para a prática clínica. “Pretende­mos também acelerar a adoção de tecnologias de tratamento como Order Sets e Care Planning, que já são uma realidade nos EUA há dez anos e guiam as equipes para melhor eficiência e segurança, im­portantes inclusive na discussão de saúde baseada em valor, além de educar os decisores do sistema de saúde em relação à importância da adoção da saúde baseada em evidências e das tecnologias as­sociadas. Queremos também promover a educação continuada para a enfermagem através de solução a distância, que promove e traz acompanhamento permanente dos gestores em relação às necessi­dades de treinamento de um dos integrantes das equipes de enfermagem, em tempo real e de forma eficiente”, conclui.


Acesse mais informações em: www.elsevier.com/pt-br

Leia também o artigo de Claudia Toledo, que analisa os desafios da saúde na “Era da Conveniência”

Medicina S/A

WWW.MEDICINASA.COM.BR
[email protected]

O melhor conteúdo sobre Gestão, Tecnologia, Inovação, Negócios e Boas Práticas na Saúde